Informativo
  • Codesavi participa de Fórum de Compras Públicas  Um  dia importante para empresas e empreendedores de São Vicente. Desta forma o secretário municipal de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Relações do Trabalho, Jorge Luiz Soares, definiu o 1º [...]
  • Cata TrecoRetiramos também restos de reformas caseiras. Máximo de 4 sacos (1 metro cúbico) [...]
  • MultaO descarte irregular de lixo ou entulho pode resultar em multa de até R$ 1 mil. Em casos de resíduos da Construção Civil (RCC), o valor pode chegar a R$ [...]

Mutirão com reeducandos muda imagem dos bairros

Artigo   0 Comentário
Espaçamento entre linhas+- ATamanho da Fonte+- Imprimir este artigo
Mutirão com reeducandos muda imagem dos bairros

 

 

 

 

 

As equipes da Prefeitura e da Codesavi e 75 reeducandos em regime semiaberto estão mudando a cara de bairros como Jóquei Clube, Parque São Vicente e Humaitá com o Mutirão ‘Mãos à Obra’. A ação estará em todos os bairros de São Vicente até maio de 2020.

“É gratificante saber que o Mutirão Mãos à Obra está superando todas as expectativas. Os resultados positivos são visíveis e se destacam por onde as equipes já passaram. São 30 dias em que, literalmente, os profissionais da Prefeitura e da Codesavi, além dos reeducandos, que estão atuando no Mutirão a partir da parceria firmada entre a Prefeitura e a Fundação Professor Manoel Pedro Pimentel (Funap), se superaram para garantir uma ampla ação de melhorias nos bairros vicentinos. Mas esse é apenas o começo. Ainda temos muito o que fazer. Por isso, seguimos firmes e com mãos à obra”, destaca o prefeito Pedro Gouvêa, ao falar do primeiro mês do mutirão, que se iniciou em junho.

O presidente da Codesavi, Osvaldo Bueno Júnior, destaca o empenho das equipes. “O Mãos à Obra tem sido fundamental para que se garantam melhorias para a Cidade. E isso está sendo possível graças ao trabalho desenvolvido pelas equipes. Todos estão empenhados em realizar o melhor serviço possível, principalmente os 75 reeducandos que estão fazendo parte dessa grande ação vicentina”.

Com a iniciativa, no Jóquei Clube, praças, ruas e avenidas receberam o serviço de limpeza geral, capinação e pintura de guias e sarjetas. Essas medidas resultaram no recolhimento de mais de 350 toneladas de entulho. Entre essas vias foram executados serviços de limpeza em 86 galerias pluviais, com a recolocação de 18 novas tampas de bueiros onde era necessária a proteção. No bairro, as avenidas receberam atenção especial. Em especial a Avenida Engenheiro Luís La Scala Júnior, que teve o piso de bloquetes sextavados completamente nivelado e realinhado. A melhoria trouxe mais segurança aos motoristas que transitam pelo local, além ter dado fim aos desníveis que existiam no pavimento.

Para o secretário de Planejamento de São Vicente, Rogério Barreto, o que mais tem chamado a atenção das equipes de serviço é a receptividade da população. “O mutirão apresenta resultados extremamente positivos, por todos os bairros e lugares por onde passa. Os serviços que estão sendo promovidos têm sido muito bem recebidos”.
Outra ação realizada no Jóquei Clube foi a substituição de 56 lâmpadas, da iluminação de vias públicas, que estavam queimadas. O bairro também ganhou 22.600 metros lineares de serviços de raspagem, varrição e roçagem. Paralelamente às ações nas ruas e avenidas, equipes da Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Obras Públicas (Sedup) promoveram intenso trabalho de desobstrução do canal do Dique do Caxeta.

“Desde que foi iniciado, o Mãos à Obra tem promovido melhorias essenciais nos locais por onde passam as equipes de serviço. O Governo Pedro Gouvêa tem promovido grandes realizações. Mas os serviços realizados pelo Mutirão chamam a atenção, por atenderem as necessidades diretas do cidadão. E é isso que esta grande ação tem feito nestes 30 dias de atividades”, comenta o secretário Léo Santos, responsável pela Sedup.

O Mutirão ‘Mãos à Obra’ chegou à Área Continental promovendo uma verdadeira faxina na Ponte dos Barreiros, na Avenida Angelina Pretti, na Lagoa do Quarentenário e na Avenida Quarentenário, todas no Jardim Irmã Dolores. Somando os serviços de limpeza, capinação, varrição e retirada de material acumulado nestas vias e nas ruas e avenidas do Humaitá, a ação recolheu mais de 297 toneladas de entulho dessas áreas no WhatsApp Image 2019-06-17 at 09.52.30 (1) WhatsApp Image 2019-06-17 at 09.55.33 WhatsApp Image 2019-06-25 at 10.51.24 WhatsApp Image 2019-06-25 at 10.55.42 Continente.
Ainda quanto à limpeza efetuada nas vias continentais, foram 1.200 metros lineares na Ponte dos Barreiros; 18 mil metros lineares na Avenida Angelina Pretti, 4 mil metros lineares na Avenida Quarentenário; 3.200 metros lineares na Avenida Jequié (Jardim Rio Negro); 3 mil metros lineares na Avenida José de Almeida Pinheiro (Humaitá); mil metros lineares na Rua Vereador Antônio Conceição (Humaitá); mil metros lineares na Rua Mirian Helena Moreno (Humaitá); e mil metros lineares na Rua Desembargador Transybulo Albuquerque (Humaitá).

As pinturas de guias e sarjetas na área, em metros lineares, também beneficiaram a Ponte dos Barreiros (600 metros lineares); Avenida Angelina Pretty (9.000 metros); Avenida Quarentenário (2.000 metros); Avenida Jequié (1.600 metros); Avenida José de Almeida Pinheiro (1.500 metros, Humaitá); Rua Vereador Antônio Conceição (500 metros, Humaitá); Rua Mirian Helena Moreno (500 metros, Humaitá); e Rua Desembargador Transybulo Albuquerque (500 metros, Humaitá).

O subprefeito da Área Continental, Perivaldo Santana, o Perivaldo do Gás, destaca os resultados positivos e a participação dos reeducandos na ação. “A frente de trabalho se tornou essencial para a nossa Cidade. Na Área Continental, os serviços realizados já mostram resultados expressivos. E não podemos esquecer da participação dos reeducandos, que têm sido essenciais para que tudo possa ser feito da melhor forma”, lembra.

O Mutirão ‘Mãos à Obra’ também está levando melhorias às escolas municipais. Já foram contempladas com melhorias a Jacob Câmara (Vila Fátima), Sebastião Ribeiro (Tancredo Neves), Manoel Nascimento (Jóquei Clube), Antônio Pacífico (Jóquei Clube), Dom Pedro (Parque São Vicente), Duque de Caxias (Jardim Guassu), Vera Lúcia (Náutica 3), Laura Filgueiras (Vila Margarida) e Luiz Beneditino (Vila Margarida). Nas unidades foram efetuados serviços de roçagem, podas de árvores (quando necessárias), pinturas externa e interna, retirada de entulhos (quando existente) e reparo com massa nas quadras esportivas.

 

 

 

.

Artigo   0 Comentário